Polícia Ambiental constata pesca proibida no Rio Iguaçu

Quando a Polícia Ambiental da Lapa – Força Verde realizava patrulhamentos nos rios da região, acabou por localizar nas margens do Rio Iguaçu, próximo da ponte que divide o município da Lapa e Porto Amazonas, um veículo com cerca de 200m de rede de malhas diversas e 46 quilos de peixes.

Ao realizar a abordagem no referido veículo, foi constatado que entre os peixes havia curimbas, traira, bagres, lambaris e outros. Ao todo, quatro pessoas foram detidas e encaminhadas para a Delegacia de Policia Civil da Lapa, em virtude de pesca com uso do material predatório (redes e outros). A ação dos envolvidos é caracterizada como crime ambiental, previsto no artigo 34, parágrafo II, da Lei Federal nº 9.605/98, com pena prevista de detenção de um a três anos, podendo ainda serem multados administrativamente em R$ 700 a R$ 100 mil cada um, com acréscimo de R$ 20 por quilograma ou fração do produto pescado.

A Polícia Ambiental orienta que os equipamentos permitidos para pesca amadorista são somente a vara simples, caniço com molinete ou carretilha desembarcado. A utilização de outro material ou artifícios é considerado predatório e