Lapa é destaque na produção de verduras e legumes

Para o agricultor João Dranka, alta produtividade compensa o baixo preço devido a grande oferta do produto no mercado, o que acarretou na consequente queda do preço pago ao produtor.

Investimento na agricultura familiar é caminho para incrementar renda e estimular empregos.

Extremamente agrícola e com vocação ao agronegócio, a Lapa também vem ganhando destaque na produção de verduras e legumes no sistema orgânico e convencional.

Segundo o Departamento de Economia Rural – DERAL, da Secretaria de Estado de Agricultura, em 2016 foram colhidos na Lapa 50,9 mil toneladas entre batata, abobrinha, cebola, pepino, cenoura, entre outras verduras e legumes.

CENOURA

O produtor João Dranka plantou um alqueire de cenoura na região do Núcleo Leiteiro. Segundo ele, a alta produtividade compensa o baixo preço devido a grande oferta do produto no mercado, o que acarretou na consequente queda do preço pago ao produtor.

Com a contratação de 30 trabalhadores temporários, a expectativa é colher 7 mil caixas de cenouras, que são comercializadas nos mercados paranaenses, sul mato-grossenses e catarinenses. A produtividade está entre as melhores do país.

NOVAS ÁREAS

O Secretário Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente, Júlio Bastos, disse que o município da Lapa caminha a passos largos para a instalação de um abatedouro público municipal, que será construído em um terreno no Parque Industrial. Nesta área, 70% do total não será utilizada na obra, aproximadamente 11 alqueires, que serão oferecidos por meio de processo de chamamento público para agricultores da região exclusivamente para o plantio de olerícolas. “Desta forma, esperamos um incremento ainda maior na economia rural, gerando empregos e renda e impulsionando ainda mais a produção de verduras e legumes”, afirma o Secretário.

FAZ BEM

De textura macia e paladar agradável, a cenoura é consumida principalmente in natura. Mas é também largamente processada pela indústria para a elaboração das versões em cubo, ralada, em rodelas e minicenouras, inclusive como ingrediente de conserva de seleta de legumes, alimentos infantis e sopas instantâneas. Fonte de vitamina A, cálcio, sódio e potássio, a cenoura fortalece ossos e dentes, ajuda a prevenir a cegueira noturna, combate prisão de ventre e problemas estomacais. Além disso, estimula o apetite, facilita a digestão, ajuda a evitar alguns tipos de câncer e de doenças cardíacas.

Com contratação de 30 trabalhadores temporários, a expectativa é colher 7 mil caixas de cenouras, que são comercializadas nos mercados paranaenses, sul mato-grossenses e catarinenses.