Aluno da Lapa é Ouro na Olimpíada de Matemática

Otávio Moreira já havia conquistado medalha em 2015. Mas, agora, o “gostinho” da vitória foi mais alto.

A Lapa está se destacando no ensino de matemática no país. E quem tem levado o nome do município aos pódios é o aluno Otávio Dittrich Moreira, estudante do Colégio Estadual São José. Em 2015 ele foi medalhista de Prata da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

E, não bastasse, recentemente, em 14 de novembro, viajou para o Rio de Janeiro para receber a medalha de Ouro na OBMEP, referente ao ano de 2016. Sendo que já há outra notícia boa para a cidade da Lapa: outra medalha de Ouro na OBMEP 2017.

Otávio ainda se destacou na Olimpíada Paranaense de Matemática, sendo medalhista de Ouro, concorrendo com os alunos de escolas públicas e particulares. Parabéns, Otávio, pela nova conquista para a Lapa!

OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) 2017 divulgou na quarta-feira, 22 de novembro, o resultado final da competição. A OBMEP, considerada a maior olimpíada estudantil do mundo, acontece anualmente com o apoio do Ministério da Educação (MEC) e neste ano foi integrada a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).

A OBMEP acorreu em duas etapas, a primeira no dia 6 de junho por meio de provas objetivas aplicadas na própria instituição de ensino. Os estudantes que se classificaram para a segunda etapa responderam questões dissertativas, com exposição de cálculos, no dia 16 de setembro. O portal da OBMEP disponibilizou materiais didáticos para auxiliar na preparação dos estudantes.

As Escolas foram responsáveis por corrigir os exames dos participantes do concurso na primeira fase. Na segunda fase, as provas foram corrigidas por professores indicados pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

A OBMEP é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) que acontece desde 2005. O objetivo é incentivar o estudo da matemática e revelar talentos nessa área. Conta com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

O lapeano com as suas medalhas, orgulhoso dos resultados.