Jacira Rodrigues: exemplo de esportividade

Com 65 anos de idade, a atleta é exemplo de garra, superação e determinação, sempre sendo destaque nas competições que participa.

No dia 19 de fevereiro comemorou-se o Dia do Esportista. A data é dedicada a todos os atletas e praticantes de exercício físico, celebrada com o objetivo de incentivar, conscientizar e homenagear a prática do esporte, que eleva as chances de uma vida mais saudável e digna.

Para celebrar a data, a Tribuna Regional entrevistou a atleta lapeana Jacira Rodrigues Vieira, que é exemplo de superação por onde passa. Com 65 anos de idade, Jacira participa frequentemente de eventos esportivos pela região, desde corridas de rua até corridas de montanhas. Quem se depara com essa senhora andando pela cidade com roupas coloridas e sorridente, nem imagina que é uma superatleta. Com um alto-astral peculiar, a atleta ilumina a todos por onde passa.

A lapeana pratica corrida de rua frequentemente desde o ano 2000 e é professora de Educação Física aposentada. Ou seja, o esporte sempre esteve presente em sua vida.

Como sempre foi esportista, já participou de várias competições, entre elas três maratonas (Corrida de 42km). A primeira vez foi quando tinha 24 anos de idade, entre atletas da Associação de Atletismo do Paraná. Havia seis mulheres inscritas e, dessas, quatro desistiram durante o percurso. Apenas duas concluíram a prova e Jacira foi umas das concluintes. Desde então nunca mais parou com a prática esportiva.

Com um currículo invejável a atleta já participou de competições de 5, 10, 15km, Meia Maratonas (21km) e Maratonas (42km). Entre os maiores desafios em toda sua carreira esportiva, as provas de montanhas, que exigem muito esforço dos atletas. Sua primeira prova foi uma competição de 12 km de montanhas acima, depois já participou de mais três competições desse nível. Além das competições e treinos de corrida, Jacira também faz musculação, de três a quatro vezes na semana.

Para 2018, seu objetivo nas competições é baixar seus tempos, se dedicar mais e assim ter um melhor desempenho. Jacira aconselha a todos para que pratiquem uma atividade física, seja qual for: caminhada, andar de bicicleta, correr… “Isso faz bem para o corpo e para a alma”, avalia.

A atleta é também integrante do grupo de Corridas de Rua LapAtletas, cultivando vários fãs por onde passa, pois é exemplo de motivação e superação para todos. Segundo a atleta da equipe, Emídia Cardoso, a atleta Jacira Rodrigues é um exemplo a ser seguido. “Treinamos juntas há alguns anos e, olha, nunca vi ela triste. Ela é energia pura, é vibrante. Admiro sua força de vontade. É uma amante da atividade física, em especial as corridas de rua, sempre incentivando novos adeptos para esse esporte. É um exemplo de pessoa, sempre disposta a ajudar toda a equipe e os amigos, e nunca pede nada em troca. Sou uma grande admiradora dessa mulher”, declara Emídia.

Neste Dia do Esportista, a Tribuna Regional parabeniza a atleta lapeana Jacira Rodrigues, que representa muito bem o município transmitindo a todos uma lição de vida, mostrando o quanto é importante ter garra, superar limites e se dedicar a um esporte – fazendo bem para o corpo e para a alma.

DIA DO ESPORTISTA

Principal meio de combater o estresse e aumentar o bem-estar físico e mental, a movimentação do corpo deve ser prioridade na rotina diária. Segundo os profissionais da área, a prática de exercícios físicos, seja moderada ou intensa, pode diminuir as chances de desenvolver diversas doenças, como diabetes tipo 2, acidente vascular cerebral (AVC) e acidente vascular cardíaco (IAM, infarto). Além disso, os exercícios físicos ajudam a diminuir o ganho de peso corporal, evitando as doenças relacionadas a obesidade.

A prática de esportes, além de fazer bem ao corpo, ainda gera sensação de bem-estar para a mente e trabalha a sociabilização. Fazer atividades físicas é um exercício de autoconhecimento e reconhecimento das capacidades de cada um. Também libera hormônios, como a endorfina, que, além de auxiliar na melhora das dores do corpo, regula as emoções.

O Dia do Esportista, originalmente foi criado a partir da Lei nº 8.672/1993, conhecida como “Lei Zico”. A Lei nº 9.615/1998, conhecida popularmente por “Lei Pelé” ou “Lei do passe livre”, revogou a Lei Zico, estabelecendo o dia 23 de junho como o Dia do Desporto, mesma data do Dia Mundial do Desporto Olímpico. No entanto, a população mantém a antiga data ainda hoje como o dia para comemorar a prática do esportismo no Brasil.

Com um currículo invejável, a atleta já participou de competições de 5, 10, 15km, Meia Maratonas (21km) e Maratonas (42km).