Dores na coluna!

Quando iniciado o tratamento ao surgirem os sintomas o prognóstico é melhor e o resultado mais rápido.

Um mal que afeta mais de 80% da população.

As dores na coluna estão cada vez mais comuns em nosso dia a dia. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 80% das pessoas sofrem com essas dores. Elas podem agravar-se progressivamente ou ter inícios rápidos e com dores intensas. Diversos podem ser os fatores causantes, por isso, o fisioterapeuta realiza uma investigação completa durante a avaliação para traçar um diagnóstico cinético funcional e assim tratar a causa das dores, e não os sintomas. Em determinados casos faz-se necessária a realização de exames de imagem para confirmação do diagnóstico.
Quando iniciado o tratamento ao surgirem os sintomas (dificuldade ao levantar da cama cedo, desconforto na coluna, dores ou formigamentos em braços ou pernas, cansaço muscular, rigidez muscular, dores no trajeto do nervo ciático, entre outros), o prognóstico é melhor e o resultado mais rápido. Porém, quanto mais tempo o paciente levar para buscar ajuda, mais tempo o tratamento pode levar.
Estudos norte americanos apontam que pessoas que sentem dores na coluna e procuram um fisioterapeuta nos primeiros 14 dias após o inicio da dor, economizam pelo menos 2.700 dólares, pois o tratamento é mais rápido e economizam com exames, medicações e consultas ao longo da vida.
Imagine sua coluna como uma corrente, se o primeiro elo estiver rodado, os outros compensarão essa rotação. Aí surgem as diferenças de comprimentos entre os membros, sinal de que a dor na coluna é de origem articular. Dores que surgem após esforços ou fisgadas, na maioria das vezes estão associadas a contraturas musculares. Dores na região cervical podem ser oriundas de um mau posicionamento ao dormir, vícios posturais ou alterações mais internas, como hérnias de disco ou osteófitos (populares “bicos de papagaio”), podendo causar dores de cabeça, dores faciais, enxaquecas, entre outros sintomas.
A coluna tem grande importância para nosso organismo, dela saem os nervos que sensibilizam e que fazem com que nosso corpo se movimente. Por isso, em caso de sintomas busque sempre um profissional de sua confiança, pois sua saúde é seu bem mais valioso!