Escola de Música e Banda Municipal passam por reestruturação

Segundo o Coordenador da Escola, Luiz Nogueira, é preciso que os alunos conheçam os vários estilos musicais para escolherem, no futuro, qual ritmo lhes agrada mais.

São oferecidas aulas de piano, teclado, flauta transversal, violão, violino, canto coral adulto e infantil; além da banda municipal, que começa a se estruturar novamente. Para a banda ainda restam algumas vagas.

A Escola de Música Maestro João Francisco Mariano e a Banda Municipal Maestro João Francisco Mariano iniciaram 2018 com muitos projetos. Os 122 alunos matriculados na Escola podem optar por aulas de piano, teclado, flauta transversal, violão, violino, canto coral adulto e infantil; além da banda municipal, que começa a se estruturar novamente.

Com aulas gratuitas, a Escola recebe alunos da área urbana e de comunidades do interior, como Passa Dois, Barra dos Melos, Colônia Municipal, São Bento, Campo de Telha, Mato Preto, Pedra Alta, Faxinal dos Pretos e I Faxinal.

O maestro Luiz Eduardo Kuss Marins promove na Banda Municipal uma reestruturação mesclando alunos novos e remanescentes, e faz levantamento e avaliação de instrumentos. As aulas já iniciaram e acontecem todas as segundas e quartas-feiras. Ainda restam algumas vagas para a Banda e os interessados devem fazer sua inscrição no local.

Estão previstas também para este ano aulas teóricas sobre a História da Música e a oportunidade de os estudantes assistirem gratuitamente espetáculos no Theatro São João. “É preciso que os alunos conheçam os vários estilos musicais para escolherem, no futuro, qual ritmo lhes agrada mais”, salienta Luiz César Nogueira, Coordenador da Escola.

O Secretário Municipal de Desenvolvimento, Joacir Gonsalves, festeja a notícia de que os alunos do interior do município estão participando das aulas. “É muito bom saber que crianças, jovens e adultos de várias comunidades optaram pela música. A arte é para todos e a atual administração deseja que ela também faça parte da educação e do lazer de nossa população”, enfatiza Joacir

Além das aulas teóricas e práticas, a Escola desenvolveu no ano passado, e vai continuar neste, o projeto “Visita Musical”, que leva música e entretenimento a instituições como Apae, Vicentinos e Lar das Idosas. “São momentos de alegria e emoção, que só a música é capaz de despertar”, diz a Diretora Municipal de Cultura, Helenita Prevedello.

Para saber mais sobre os projetos e aulas, basta entrar em contato com a Escola de Música, diretamente no local, ou pelo telefone 41-3547-8032.

Professor Leandro Pavão ministrando aulas de piano na Escola.
Segundo o Coordenador da Escola, Luiz Nogueira, é preciso que os alunos conheçam os vários estilos musicais para escolherem, no futuro, qual ritmo lhes agrada mais.