Monsenhor será homenageado com nome de praça

Localizada nos fundos da Igreja Matriz e atualmente denominada Castelo Branco, o local passará a ser chamado “Monsenhor Henrique Falarz” a partir de outubro. Outras homenagens também estão previstas para acontecer em decorrência dos 30 anos de falecimento do sacerdote.

Por ocasião da celebração da passagem dos 30 anos desde o falecimento de Monsenhor Henrique Falarz, o Conselho Missionário Pastoral (CMPC) da Matriz da Paróquia de Santo Antônio da Lapa solicitou à Câmara de Vereadores do Município a aprovação de homenagem ao Monsenhor Henrique, que serviu a Igreja e a Lapa por quase 50 anos, entre os anos de 1939 e 1988.

PRAÇA MONSENHOR

Aos fundos da Igreja Matriz de Santo Antônio há uma praça até então chamada Praça Presidente Castelo Branco. A partir do mês de outubro esta praça passará a ser chamada *Praça Monsenhor Henrique Falarz*.

A alteração do nome da Praça se deu por meio do Anteprojeto 04/2018, de autoria do vereador Samuel Góes. Ele atendeu ao pedido da Paróquia para realizar a homenagem e a Câmara de Vereadores votou e aprovou, em sessão extraordinária, na manhã de 19 de abril, o projeto que propôs a mudança no nome da praça.

Um gesto singelo manifestando a importância de Monsenhor Henrique para a comunidade lapeana pelo magnífico trabalho religioso que aqui realizou. A igreja se alegra com este gesto e pelas inúmeras manifestações de carinho, devoção respeito e amor que impulsionam a propagar seus exemplos para todos.

O CMPC agradece à Câmara de Vereadores e ao Prefeito Municipal por concederem esta homenagem ao sacerdote que permanece vivo na memória do povo lapeano.

HOMENAGENS

Também estão sendo organizadas pela Paróquia de Santo Antônio da Lapa, pela Associação Literária Lapeana (ALL) e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Cultura e Esporte, outras homenagens como, por exemplo, a exposição no Santuário de São Benedito dos objetos e vestuário pertencentes ao Monsenhor Henrique; a organização de um livro de crônicas e memórias dos amigos de Monsenhor, entre outros. De um “bom senhor”, como diz o povo, permanecem as boas lembranças!