Há dois meses 1ª Igreja Batista tem novo Pastor

Gil Müller de Lima é da cidade de Pariquera-açu, na região do Vale do Ribeira, e foi empossado no dia 28 de julho na Lapa, em uma celebração cercada de muita alegria.

A primeira Igreja Batista da Lapa, localizada na Rua XV de Novembro, nº  681, foi fundada no município há 22 anos. E, desde o final do mês de julho, tem um novo Pastor à frente da comunidade: Gil Müller de Lima. Formado pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida em Atibaia-SP, concluiu o Ministério Pastoral em 2017, já atuou como Pastor por cinco anos na cidade de Iguape (SP), sendo convidado para pastorear jovens brasileiros nos Estados Unidos (mas, por questões burocráticas acabou não seguindo viagem). E, desde o dia 28 de julho está atuando como Pastor na Lapa, na 1ª Igreja Batista. “Por intermédio do Pastor Lauro Mandira recebi o convite para vir trabalhar na cidade da Lapa”, conta Müller, que então veio conhecer o município, a igreja e algumas famílias. Por fim, aceitou o convite.

Desde quando chegou, Pastor Gil realiza visitas às famílias e atua em diversas atividades da igreja realizadas junto à comunidade. “Estou me adaptando à cidade, ao clima, à cultura da Lapa, aos sotaques… Enfim, está sendo muito legal, um novo desafio, uma aventura, um ambiente muito acolhedor. As famílias da igreja, o comércio da cidade, tudo tem me impressionado pela forma com que as pessoas me recebem. Está sendo muito bom, mesmo por pouco tempo estou muito feliz pelo direcionamento que Deus me deu vindo para a Lapa”, relata Müller.

No trabalho na Primeira Igreja Batista, o Pastor destaca que busca conhecer o potencial das pessoas, das famílias que atuam na comunidade. “Estamos trazendo de volta alguns projetos, pois a Igreja é muito ativa aqui. Iniciativas do passado já foram muito boas e estamos tentando trazer de volta. A igreja, com 22 anos de atuação, aqui é considerada nova e agora precisamos trabalhar os potenciais e capacitar os integrantes, para que tenhamos, além de um relacionamento sadio com Deus, também a oportunidade de aproximar as famílias a Deus”, explica.

A comunidade Batista se reúne nas quartas-feiras no Culto de Oração, às 19h30, e aos domingos pela manhã e à tarde, na Escola Bíblica Dominical. Nos sábados, das 8 às 10h, é realizado o Ministério de Libras, que atua oferecendo capacitação para diversas pessoas não só da Igreja mas também da área da educação. O projeto está acontecendo através de uma parceria entre a Igreja e o jovem Mateus, que é surdo, apoiado pela integrante da Igreja, Mariah. Os dois dão formação básica aos interessados. No primeiro encontro 18 pessoas participaram. O Pastor destacou a importância de a Igreja abrir portas e promover a inclusão, tornar acessível a comunicação, os relacionamentos “É uma característica da Igreja promover mais conhecimento, que irá fomentar o desenvolvimento da própria sociedade através das parcerias feitas. A Igreja também recomeçou os trabalhos com os jovens e adolescentes”, conta Gil.

O Pastor destacou que aquilo que é despertado na igreja e que pode ser feito tem sido encorajado para que aconteça. “Isso tem trazido alegria para o povo que está trabalhando e para mim também é uma felicidade. Cada momento é muito rico, as pessoas estão conhecendo meu trabalho e a história de Deus na minha vida, assim como estou conhecendo a vida das pessoas e a história de Deus na vida de cada família. É muito bom, muito proveitoso, inúmeras famílias, tanto da cidade como do interior, participam. Na medida que vou conhecendo, em visitas em um e outro lar, entendo um pouco mais sobre como as pessoas chegaram até a Igreja Batista. Até o final do ano meu objetivo é conhecer todas as famílias, saber o nome de cada um. Já estamos orando, mas queremos conhecer a historia da pessoa, pois isso é muito importante, pois quando se unem as histórias da graça de Deus na vida de cada um, os benefícios são muito grandes para todos”, relata.

DONS E TALENTOS

Segundo o Pastor, cada profissional da igreja pode abençoar de forma voluntária as atividades, com seus talentos trabalhar em prol de projetos que ajudam no desenvolvimento das famílias. No Bairro São Lucas, por exemplo, em uma congregação, inúmeras pessoas se deslocam do centro da cidade para ajudar no desenvolvimento e cuidar das pessoas daquela região. O pastor Gil citou o Pastor Edson Meira, que há alguns anos atua junto a comunidade do São Lucas, desenvolve atividades junto ao Cerene, faz trabalho social carcerário com os presos, além de parcerias com o CRAS e o CAIC. “Em tão pouco tempo que conheço a Pastor Edson, já o admiro muito pelo trabalho que desenvolve em prol dos mais necessitados. Em minha opinião, ele é um articulador fantástico, uma pessoa humilde que abre caminhos para novos relacionamentos dentro da comunidade”, comentou Gil.

Além dessa atuação, Pastor Gil comenta sobre o tradicional Coral da Igreja Batista, que já apresentou por diversas vezes no Educandário São Vicente de Paula. Segundo o Müller, isso se dá pelo respeito que a cidade tem pela Igreja Batista e por isso outras instituições convidam para apresentações, seja com o Coral, com o teatro, ou mesmo solicitando a figura do Pastor para levar uma mensagem sobre Deus. “O que percebi e o que me deixa muito contente é que a Primeira Igreja Batista da Lapa tem muita aceitação na cidade. Não há um olhar contrário, mas credibilidade muito grande. Isso é bom, é maravilhoso! Temos tudo para continuar melhorando e seguir ministrando a palavra de Deus e novas conexões poderão ser feitas para seguir a caminhada. A Igreja é muito acolhedora, existem muitas pessoas criativas e com inciativas para as atividades, basta um direcionamento aqui e ali para fazer com que as coisas aconteçam naturalmente. Na Igreja sentimos um ambiente familiar, por mais que existam formalidades, nos sentimos em casa”, finalizou.

Gil Müller de Lima é formado pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida em Atibaia-SP, concluiu o Ministério Pastoral em 2017, já atuou como Pastor por cinco anos na cidade de Iguape (SP).