A bela e real felicidade

O seu dia, o meu dia, nosso dia, pode ser simplesmente um Bom Dia. Essa simplicidade depende unicamente de nós!

De que depende a simplicidade que estamos falando aqui? Olha só esta história:

Uma menininha, diariamente, vai e volta andando até a escola. Apesar do mau tempo daquela manhã e de nuvens estarem se formando, ela fez seu caminho diário. Com o passar do tempo, os ventos aumentaram e junto os raios e trovões.

A mãe pensou que sua filhinha poderia ter muito medo no caminho de volta, pois ela mesma estava assustada com os raios e trovões. Preocupada, rapidamente entrou em seu carro e dirigiu pelo caminho em direção à escola. Logo avistou sua filhinha andando, mas, a cada relâmpago, a criança parava, olhava para cima e sorria! Outro e outro trovão e, após cada um, ela parava, olhava para cima e sorria! Finalmente, a menininha entrou no carro e a mãe curiosa foi logo perguntando:

– O que você estava fazendo?

A garotinha respondeu:

– Sorrindo! Deus não pára de tirar fotos minhas!

Isso serve direitinho para mostrar que devemos deixar que toda inocência floresça em nossos corações para podermos ver a bela e real felicidade que está nos momentos de simplicidade.

Pense nisso! Você pode! Você merece! Seja feliz!

 

Para refletir:

“No caráter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude.” (Henry Wadsworth Longfellow)

Luiz Benedito

Luiz Benedito


Entre em contato com Luiz Benedito: beneditoluiz@yahoo.com.br