Abscondidade

Poucas vezes, senão, nunca, lemos ou ouvimos algo acerca das obras e sofrimentos de Deus suscitados, de modo abscôndito, na natureza pecaminosa, com um fim proveitoso. Eles são gerados e atuantes em nós via Espírito Santo na vida comunitária na qual soa a Viva Voz do Evangelho e as pessoas recebem os reais meios da Graça de Deus. A primeira obra e sofrimento dEle em nós é que Ele de forma estranha e inaudita gera fé, confiança e esperança à medida que derrota: a natureza humana pecaminosa; as seduções do mundo; a ação do diabo e do mal; a falsa fé, esperança e amor. O agir abscôndito de Deus ‘pastoreia’ em nós o louvor e a adoração a Ele, bem como faz confessar a necessidade da Graça dEle a vida toda. E, em terceiro lugar, a obra e o sofrimento de Deus em nós nos ensinam a render culto a Ele via prática da oração; audição da pregação cristológica; contemplação e meditação nos benefícios e benevolências de Deus em nosso favor através e por causa de Jesus Cristo.

As obras e os sofrimentos de Deus, em sentido abrangente, mortificam e vencem a própria carne pecaminosa que, por natureza, cria a sua própria verdade e adora e dá mais ouvidos a si mesma, como seu próprio deus e ídolo, ao invés de, verdadeiramente, reconhecer a sua condição desprovida de justiça original. O mau espírito, o mau gênio e a má espiritualidade autoproduzida buscam vida, salvação e bem-aventurança fora de Cristo. Não dá para esquecer, entretanto, o perfil da ação do mau espírito: ele é homicida e mentiroso. Ele, sutilmente, provoca doenças, sofrimentos, vexames e morte, não poucas vezes. O Espírito Santo, pelo contrário, gera fé e ensina a glorificar e render culto a Deus, ao modo do Reino.

No mundo a fé, a confiança e o amor verdadeiros são, muitas vezes, colocados à prova no sentido de que cresçam, amadureçam e sejam purificados por Deus. Por conseguinte, louvar, exaltar e tributar a Ele, no e apesar do mal, glória, honra e louvor devidos, somente, a atuação do Espírito Santo em nós pode ensinar e promover. Longe e aparte da vida comunitária não existe vida que é agradável a Deus. E, o fato é tão real que o coração humano pode ser uma verdadeira fábrica de deuses e cultos. Só a fé verdadeira é o real culto a Deus.

O sofrimento e as boas obras ao modo de Deus em nós, como agir abscôndito dEle – Is 28.21 –, faz com que a pessoa invoque a Ele e Lhe peça ajuda, mas, também, suscita arrependimento dos pecados concretos, pela fé. Se verifica, nas Escrituras, que fé, confiança e invocação de Deus perfazem uma realidade dinâmica que dinamiza toda a existência da pessoa crente e salva. Na verdade, é o próprio Deus quem, dia e noite, como o sol que se levanta e vai até o poente e volta até o nascente – Is 19.6 –, quer nos ter junto a Si. Em comunhão com Ele, o próprio Deus adorna e inspira o nosso ser no sentido de que experimente, de forma corporal, que Ele está aí, sempre de novo, querendo agir em nossa vida e viver.

A Palavra Deus ordena que exaltemos, devidamente, o nome, o louvor e a honra do SENHOR, invocando-O em todas as necessidades. E, se dar conta de que Deus age de forma abscôndita, por vezes, geram serenidade e tranquilidade em nós. Ademais faz, experimentar, corporalmente, que Deus vem reger em nós, sempre, ao Seu modo com vistas a um fim proveitoso para nós. Logo, quem, de pronto rejeita reverência e respeito ao conteúdo do que Deus ensina nos primeiros três mandamentos, por exemplo, jamais se conscientizará que a fé verdadeira beneficia a toda a criação. E, quando tal realidade se entroniza, ai de nós.

Pastor Airton Hermann Loeve

Pastor Airton Hermann Loeve

Pastor Airton Hermann Loeve – Igreja Evangélica da Confissão Luterana no Brasil (IECLB) – Lapa/PR.
Entre em contato com Pastor Airton Hermann Loeve: pastor.air.ton@hotmail.com