Confira as Mini Notas #1958

# É na Avenida, cara! I

Atenção, atenção, atenção, leitor!

A Lapa está, há alguns meses,

…com uma nova loja da Claro…

…oferecendo ótimos produtos e serviços, meu!

Mãs, fique atento!

# É na Avenida, cara! II

O endereço da loja…

…a Tele JR…

…é ali na Avenida Dr. Manoel Pedro, nº 1896, falou?!

Fica pertinho do estúdio da Magdala.

E melhor: tem estacionamento pra clientes, cara!

Muita comodidade, ótimo atendimento…

…e muitas ofertas! Passe lá e confira!

 

# Olha a sopa!

Nham! Nham!

Com a chegada do inverno e do friozinho…

…nada melhor do que saborear uma sopa deliciosa, né não?!

Pois então não deixe de prestigiar a Noite da Sopa…

…da Igreja Luterana da Lapa!

Vai ser no sábado, 24 de junho, às 19h,

…no salão da Igreja, ao lado da Maternidade!

Cinco tipos de sopa: feijão, mandioca, canja, klaze e milho!

O preço será 18 por pessoa. Prestigie!

 

# Um pouco de cultura! I

Minis também é cultura, cara!

Confira a campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa)…

…sobre a vírgula!

Ela pode ser uma pausa… ou não!

Veja só:

“Não, espere”.

“Não espere..”

 

# Um pouco de cultura! II

Ela pode sumir com seu dinheiro.

“23,4”.

“2,34”.

Pode criar heróis..

“Isso só, ele resolve”.

“Isso, só ele resolve”.

 

# Um pouco de cultura! III

Ela pode ser a solução.

“Vamos perder, nada foi resolvido”.

“Vamos perder nada, foi resolvido”.

A vírgula muda uma opinião.

“Não queremos saber”.

“Não, queremos saber”.

 

# Um pouco de cultura! IV

A vírgula pode condenar ou salvar.

“Não tenha clemência!”

“Não, tenha clemência!”

Uma vírgula muda tudo, cara! Viu só?!

 

# Pra descontrair…

E, pra descontrair, ainda sobre a vírgula…

…veja como muda a colocação, de acordo com quem lê!

“Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro à sua procura”.

Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER!

Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM!

Ou seja, a vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras.

Nós é que fazemos a pontuação!

Uia! Minis filosóficas, meu!

 

# Olha os buraaaaacos! I

E a gente conversamos com o Fábio Furiati,…

…Secretário de Obras do município, sobre os buracos nas ruas da cidade.

E ele nos contou que… SIM… fecharam alguns buracos com areia, meu!

Putz! E o Secretário ainda falou que com ele não tem meias palavras…

…ou enrolação.

Segundo ele, em muito breve serão iniciados os trabalhos…

…para recuperação das ruas da cidade.

Módiquê…

 

# Olha os buraaaaacos! II

Módiquê o processo de licitação para aquisição de massa e emulsão asfáltica…

…ainda não foi concluído e o trabalho ainda não começou…

…devido à falta do material.

Mãs! Mãs, diz o Secs de Obras, tudo isto está sendo resolvido!

Agora… na área rural…

Diz que a coisa tá bonita.

É cada estrada com jeito de asfalto, cara!

Hum!

 

# Olha os buraaaaacos! III

Sempre pinta algum problema com a chuva, é claro…

…mas a maioria das estradas principais já recebeu atenção.

Diz o Secs de Obras!

E os usuários têm se mostrado satisfeitos.

Falou novamente o Secs!

E aí, leitor, confere o que disse o Fábio?!

Conte pras Minis!

 

# Fala o que quer… I

Já diz aquele velho ditado:

“Quem fala o que quer, ouve o que não quer”!

E isso não podia ser mais atual, leitor!

Pois diz que, dia destes, uma pequena otoridade…

…resolveu botar a boca no trombone e falar coisas por aí!

Vai daí que…

 

# Fala o que quer… II

Vai daí que…

…acabou provocando um rebuliço…

…com as pessoas citadas em suas falas, cara!

E depois de uns dias, um esclarecimento foi marcado…

…e as partes se encontraram em plenário.

Aí, diz que a otoridade faladora…

 

# Fala o que quer… III

A otoridade faladora…

…querendo se passar por entendido,

…questionou uma porção de coisas!

Mas o pessoal que foi difamado…

…não é bobo, não, cara!

Diz que sempre trabalhou direito…

…mesmo não tendo suporte para isso nos anos anteriores!

 

# Fala o que quer… IV

E vai daí que dos difamados não deixaram quieto meu!

Rebateram as lorotas da pequena otoridade…

…com maestria, dados e muitas verdades.

Vai daí que até saiu um novo ditado:

“Parece que está procurando pelo em ovo.

Quando era sua vez, existia ovo no pelo”.

 

# Fala o que quer… V

É, cara! A coisa ficou preta…

…ou vermelha. A gente não sabemos direito!

Mãs, porém, contudo, entretanto! É verdade verdadeira!

Esses uns e outros acham que sabem tudo agora, leitor…

Mãs, quando tinham a caneta prá resolver, deixaram a deus-dará!

Ditado velho, ditado atual…

“Quem fala o que quer…”

Uia!

Emanuelle Gorniski

Emanuelle Gorniski


Entre em contato com Emanuelle Gorniski: manugorniski@gmail.com