O melhor da Lapa

Parabéns Lapa, por seus 248 anos.

Uma cidade que nasceu do tropeirismo, um pequeno povoado que cresceu ao longo dos tempos e hoje é uma das cidades mais belas do estado. Estamos falando da nossa querida Lapa.

Rica em turismo histórico, cultural e religioso. Uma cidade com belezas naturais, arquitetônicas e gastronômicas. Com os belos casarios antigos, nos mostramos ao Brasil todo.

Aqui já teve guerra. Ficamos conhecidos por todo o mundo pelo episódio sangrento do “Cerco da Lapa”. Lutamos bravamente e reconstruímos nossa cidade. Das ruínas de uma batalha que não nos pertencia, nós, lapeanos erguemos a cidade novamente.

A Lapa com suas peculiaridades, suas tradições e suas crenças é o orgulho de todos os seus moradores. Já passamos por muitas coisas em nossa história, histórias passadas de geração a geração. Com tudo isso que vivenciamos e passamos, podemos dizer que o melhor da Lapa é o lapeano.

Uma cidade construída de Joãos, Marias e Josés… Não importa os nomes, os sobrenomes… Cada cidadão é responsável por transformar a história. Apesar de todos os desafios ao longo dos tempos, o povo acorda cedo todos os dias e começa um novo caminhar.

O que mais nos enche de orgulho, além de nossas veias heroicas, são nossas histórias, nossas tradições e nossas originalidades. Que lapeano nunca foi no Circo, no famoso Campo do Colorado, assistir os “Irmãos Romanos”? Quem nunca foi pescar no Rio da Várzea ou nos rios do 12 e 8, na beira da linha de trem? Em um passado recente, quem não lembra das festas realizadas no Calçadão (Alameda David Carneiro)? E o hospital da Praça General Carneiro (Hospital Hipólito Alves de Araújo), quem nunca ficou internado ou já teve algum familiar ou conhecido atendido por lá? Também relembramos o famoso Sanatório, hoje Hospital São Sebastião.

Quem nunca teve o sonho de servir no quartel do renomado e conhecido 15º GAC AP (ou escapar do alistamento!)? Quem nunca foi correr na avenida, quem nunca foi prestigiar um jogo de futebol do Avaí ou do União? Quem nunca foi visitar o Parque do Monge? Quem não se enche de orgulho quando vê a cidade toda cheia de turistas, visitando e conhecendo nossa história?

Com seu charme encantador, a Lapa atrai muitos visitantes e moradores! Isso mesmo: moradores. Muitas pessoas de outras cidades, estados e até de fora do País que se encantaram com a nossa terra e hoje aqui estabelecem moradia. Assim, entrelaçam os laços de amizade e já são considerados lapeanos de coração!

Muitos dizem que é muito bom morar na Lapa. Talvez pelo ar de cidade pequena, pela cultura, gastronomia, pelo nosso povo, pelos nossos bordões (“Me negando”, “Avéde”, “Deixe quieto”, “De varde”)… Todas essas peculiaridades, as demonstrações de carinho e generosidade que todos têm com a Lapa, é que fazem dela a cidade mais bonita, terra de um povo guerreiro e batalhador. Cada vez mais estamos firmes como uma rocha, como uma grande pedra, como o significado do nome da já diz.

Nós somos como nossos antepassados que lutaram bravamente no Cerco da Lapa e das ruínas reconstruíram a cidade. A cada dia estamos lutando e transformando nossas histórias e nossas vidas.

Parabéns, Lapa, por seus 248 anos!

Eleeu Correia

Eleeu Correia

Produtor de conteúdo no Jornal A Tribuna Regional, atleta, formado em Pedagogia e ator.
Entre em contato com Eleeu Correia: beleleucorreia@yahoo.com.br