Os Progressistas!

Como todos que acompanham estes artigos sabem, estamos descrevendo as linhas de pensamento, as ideologias possíveis, agrupadas de acordo com o Diagrama de Nolan. Cada quadrante do diagrama representa uma linha de pensamento, e claro, recebe um nome.

Ocorre que não existem denominações fixas para cada quadrante. Como já citei, o comunismo está no primeiro quadrante, que eu denomino de “autoritário”. Alguém acredita nessa ideologia provavelmente irá denominar o quadrante de “liberdade”, “evolução humana”, ou algo do tipo.

O mesmo vale para o segundo quadrante, que eu chamo de “conservadores”, e não vejo problema nenhum neste nome. Mas algumas pessoas veem o termo “conservador” como algo retrógrado, e portanto encontram outros nomes para esta linha de pensamento. A mais comum é “liberal conservador”, pois são liberais econômicos, e conservadores nos costumes.

Com isto chegamos aqui ao quarto quadrante, composto por pessoas que acreditam que o Estado deve interferir fortemente na economia e que deve influenciar o povo a aceitar qualquer outro costume e ato moral, de forma a promover a igualdade econômica com diversidade cultural.

Como a sua metodologia é bastante diferente dos autoritários e dos liberais, prefiro chama-los de “progressistas”. Mas lembre-se: pode escolher o nome que quiser para o grupo.

O Brasil hoje é inundado de ideias progressistas. Isso se dá pelo que chamo de “socialismo renovado”. Considerando que todos os experimentos socialistas e comunistas implantados no mundo falharam de forma estrondosa, o grupo que pregava a revolução teve que modificar sua agenda.

Com isso passou a se infiltrar e dominar movimentos sociais como as feministas, os negros, LGBT´s, e assim por diante. Estes movimentos pregam a liberdade individual, mas de uma forma diferente dos liberais. Os liberais acreditam que ninguém deve se envolver nas escolhas morais dos outros, desde que estas não causem impacto a terceiros, e que você é o responsável (para o bem ou para o mau) de seus atos.

Já os progressistas são fortemente influenciados pela lógica classista de Karl Marx, que interpretou originalmente que todos os males do proletariado eram oriundos de uma elite burguesa. Ou seja, se eu tenho problemas é porque alguém está lucrando com isso.

Estes movimentos só mudaram o conceito de classe. As feministas acreditam que as mulheres são prejudicadas porque todos os homens gostam de escraviza-las(?). Os negros são prejudicados porque os brancos não querem abrir mão de privilégios(?). A população LGBT é prejudicada porque os heterossexuais são intolerantes(?).

Como são prejudicados, o Estado deve agir não só para criar igualdade de direitos, mas sim reparar injustiças históricas, ou seja, criar mecanismos que privilegiem estes oprimidos. É o chamado “politicamente correto”.

Vemos grandes reflexos disso no dia a dia. Paulo Freire, patrono da educação brasileira, era progressista. Boa parte da grande mídia também. Com isso, aonde vamos percebemos influência progressista.

 

*Dartagnan Gorniski é proprietário do site www.floramonteclaro.com.br  e professor. É Engenheiro Florestal, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Especialista em Certificação Ambiental e Licenciado em Matemática, e nas horas vagas dá palpites sobre tudo o que vê pela frente.

 

Dartagnan Gorniski

Dartagnan Gorniski

*Dartagnan Gorniski é empresário e professor, e nas horas vagas dá palpites sobre tudo o que vê pela frente.
Entre em contato com Dartagnan Gorniski: floramonteclaro@gmail.com