Apelido é mais conhecido

Casal Ivosni e Alcangela, juntos com a filha Dayane em frente à churrascaria da família. No primeiro plano, pedaço do eucalipto que deu o apelido de "Pau Torto" ao Local, pelo qual é muito mais conhecido.

Churrascaria São Benedito! Pelo nome estampado na frente do estabelecimento, muita gente nem reconheceria. E de fato, o local é muito mais conhecido pelo apelido que ganhou oriundo de um eucalipto de tamanho considerável, que tinha seu tronco torto e indo na direção da rodovia – o “Pau Torto”. E sim, o apelido pegou, e todos passaram a chamar e conhecer o local apenas como “Churrascaria Pau Torto”. O eucalipto foi cortado em 2009, restando ainda apenas pedaços de seu tronco, e hoje uma pequena uva do japão que brotou sozinha cresce no lugar, mas o apelido ficou.
Capitaneado pelo casal Ivosni Benedito Ferreira Bueno e sua esposa Alcangela Leite Bueno, auxiliados diariamente pela filha Dayane Leite Bueno e nos fins de semana pelos outros três filhos, o Pau Torto tem história.
Em 1951 o Sr. Ivo de Paula Bueno, pai de Ivosni, veio da comunidade de Água Amarela e decidiu montar um armazém no local. A decisão foi estratégica, pois faltava na região um ponto de paragem para os tropeiros. Só que em pouco tempo percebeu que a demanda por um restaurante era maior, e assim embarcou no ramo. Algumas décadas depois o Governo Federal implantou a Rodovia do Xisto que passa bem em frente ao empreendimento, e a estrada dos tropeiros, que tinha outro traçado e ficava mais abaixo foi gradativamente abandonada. Como o número de caminhões passou a aumentar, o público também mudou, naturalmente.
O Sr. Ivo administrou o local até a década de 80. Neste meio tempo, seu filho Ivosni já havia trabalhado em outros locais como motorista na extinta Viação Lapeana e também funcionário em uma loja de peças e som para veículos. Mas sempre, nos fins de semana, partia para a casa dos pais para ajudar na churrascaria. Quando o pai já estava com a saúde debilitada manifestou o desejo de que o negócio continuasse na família, e indicou o Ivosni para assumir o posto, o que aconteceu em 1987.
O “Pau Torto” tem capacidade de atender 80 pessoas simultaneamente, e é bastante conhecido pela costela, preparada diariamente. Mas também é bastante lembrado pela comida típica tropeira. Mesmo assim, para atender aqueles que não são muito fãs do tropeirísmo, também serve uma variedade de pratos.
A jovem Dayane nos conta que o local é muito frequentado hoje – além do público tradicional – por clubes de motoqueiros e reuniões familiares. Estão já com um projeto de ampliação praticamente pronto, onde poderão passar a atender 160 pessoas, mas ainda não encontraram um modo de adequar o sistema de atendimento – muito elogiado – para um número tão grande de pessoas, e assim estão num impasse para conseguir atender mais gente, sem perder a qualidade do serviço. Mas pelo entusiasmo da família, isso deve ser resolvido em pouco tempo.

Please follow and like us: