Estado garante obras de saneamento na Lapa e em Contenda

Investimento será de R$ 12 mi, na Lapa, em rede de esgoto em Mariental. Em Contenda, o valor do convênio será de R$ 7 mi, para ampliar a capacidade de abastecimento de água no município.

A Sanepar vai instalar mais 51 mil ligações de água e de esgoto em 56 municípios paranaenses. Entre as cidades contempladas estão Lapa (obras de esgoto) e Contenda (obras de água).

O investimento total nas obras é de R$ 1,57 bilhão, com recursos da Caixa Econômica Federal e da própria empresa. A formalização do acordo aconteceu no dia 21 de dezembro, no Palácio Iguaçu. O contrato foi assinado pelo governador Beto Richa, o presidente da Sanepar Mounir Chaowiche, e o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, na presença de prefeitos de municípios beneficiados. O banco vai financiar R$ 1,46 bilhão, equivalente a 93,2% do total das obras.

Na Lapa, o convênio com a Sanepar será para rede de esgoto em Mariental, com investimento de 12 milhões de reais. Serão 18.235m de rede coletora, 437 ligações prediais, quatro estações elevatórias de esgoto, 2.142m de linha de recalque, estação de tratamento modular, entre outras obras.

Já em Contenda, o contrato garante investimento de 7 milhões de reais, com previsão para ampliação na capacidade de atendimento no fornecimento de água.

“Temos a sensibilidade de entender que investir em saneamento é crucial para a saúde”, afirmou o governador Beto Richa, destacando que este é o maior contrato de financiamento da Sanepar dos últimos anos e que, neste ano, a Sanepar já captou R$ 2 bilhões junto a Caixa. “O valor é 50% do orçamento nacional para saneamento”, disse.

Com os novos recursos, o Paraná conseguirá cumprir as metas do plano de Saneamento Básico de 2018, segundo o presidente da Caixa, Gilberto Occhi. “Estimamos que será o Estado com a maior cobertura de água tratada e saneamento básico do país”, afirmou Occhi.

A linha de crédito da Caixa é parte do Programa Saneamento Para Todos, do governo federal. Segundo o diretor de financiamentos de projetos de saneamento do Ministério das Cidades, Sérgio Wippel, o Paraná é referência pela capacidade de investimentos e de tomada de crédito. “As ações de saneamento do Paraná são prioridades no Ministério das Cidades pela capacidade de cumprir os prazos de financiamentos”, disse.

COBERTURA

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, informou que o Paraná tem 100% de cobertura de água tratada. Em saneamento, o índice atual é 71% e a meta para 2018 é chegar a 75% em saneamento básico. Segundo ele, o novo programa levará as primeiras obras de esgoto para algumas localidades. “Em outros lugares, nosso planejamento apontou a necessidade de modernização ou de ampliação, com benefícios nas áreas de saúde e meio ambiente”, disse.

A Sanepar assinou o termo de adesão à Agenda 2030, das Nações Unidas, com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Faz parte do trabalho da companhia preocupar-se com a saúde e qualidade de vida hoje e garantir o acesso ao saneamento e a um planeta sustentável no futuro”, afirmou Chaowiche.

Atualmente, a Sanepar atende 345 municípios no Paraná e um em Santa Catarina, além de e outras 291 localidades de menor porte. A companhia possui uma rede de 86,4 mil quilômetros de tubulações utilizadas para captação, distribuição de água potável, coleta do esgoto e lançamento do efluente tratado.

Com os novos recursos, o Paraná conseguirá cumprir as metas do plano de Saneamento Básico de 2018.
Prefeito de Contenda, Carlos Eugênio Stabach, juntamente de seu vice, Ataulzinho, participaram da cerimônia no Governo para receber os recursos destinados ao município.

BOX

100% de água tratada e de tratamento do esgoto coletado

Atualmente, a Sanepar atende 3.068.242 ligações de água, possui 52.353 km de redes distribuidoras e 166 estações de tratamento. Em relação ao esgoto, são 2.012.976 ligações, 34.082 km de redes coletoras e 242 estações de tratamento.

O índice de fornecimento de água tratada é de 100% e o de tratamento do esgoto coletado também é de 100%. Já em 2017 foi verificado um incremento de ligações de água de 1,40% e de 3,05% ligações de esgoto.

A empresa opera três aterros sanitários em Apucarana, Cornélio Procópio e Cianorte – esse último atende também os municípios de São Tomé, Terra Boa, Guaporema e Indianópolis (dados referentes ao 3.º trimestre de 2017).

Obras na Lapa beneficiarão Mariental.