E a Balsa do Mato Queimado?

A falta da balsa dificulta a travessia dos moradores.

Sem o meio de transporte, os moradores da região estão à espera de uma solução para o caso. Até o momento, a balsa continua fora d’água.

Em meados do mês de junho, A Tribuna Regional publicou denúncia de moradores da região do Mato Queimado, relatando que sofriam com a falta da balsa para atravessar o Rio Iguaçu.
A referida balsa foi retirada da água por conta de um furo, ficando à espera do conserto para voltar a ser usada pela população.
Na época, a informação da Prefeitura era de que aguardavam a conclusão do processo licitatório para realizar a manutenção do meio de transporte.
Nesta semana, os moradores relataram à redação da Tribuna que estão impacientes com a demora em resolver o caso. Eles afirmam precisar do meio de transporte e que, por conta da falta da balsa, acabam se arriscando a atravessar o Rio Iguaçu com botes, ou ainda por terra, percorrendo longas distâncias para chegar ao trabalho ou para cumprir outros compromissos da vida diária.
Diante da situação, a Tribuna voltou a procurar a Prefeitura para se informar sobre o andamento da situação. Segundo a Administração Pública Municipal, houve demora no processo por conta de uma dificuldade em conseguir empresas que fornecessem as chapas para realizar o conserto da balsa. Com esse problema solucionado, a licitação seguiu e está em fase de homologação, para então ser realizado o conserto. Não foi passada data específica para que a balsa esteja em funcionamento, mas diante do fato de o processo licitatório estar finalizado, a espera para que o meio de transporte volte a funcionar na região parece estar chegando ao fim.